• Elaine Ladeira e Renata Esposito

Preenchendo o vazio: campanha contra a fome no espaço escolar


Tudo começou de um ponto, um buraco no estômago. A fome. Não aquela que pode ser resolvida com uma compra na cantina da escola ou com um biscoito que está na mochila. Era preciso pensar além. O convite foi feito aos alunos do 9º ano, durante as aulas de Design: a criação de uma campanha publicitária partindo do princípio de que todas as pessoas devem ter acesso diário a alimentos em quantidade e qualidade satisfatórias à manutenção da saúde.

Para a realização da campanha, foi necessário pesquisar e problematizar sobre a fome que atinge milhares de pessoas pelo mundo. Feitas as reflexões, o desafio foi criar intervenções pelo colégio, que levassem a comunidade escolar a pensar sobre o direito humano à alimentação adequada. Para iniciar os trabalhos, as turmas foram organizadas em grupos e escolheram diferentes espaços na escola para atuar.

Cantinas, banheiros, corredores, bibliotecas... intervenções coletivas buscando um resultado em comum. E assim iniciaram a campanha que intenciona informar, sensibilizar e suscitar reflexões junto à comunidade escolar.

Trata-se de um trabalho em construção, portanto na próxima etapa as equipes se reúnem para refletir e problematizar a recepção da intervenção para traçar novas estratégias, criando ou recriando as ações.

Com frases e cores, os alunos falaram sobre direitos e deveres. Sobre o refletir e o cuidar. A campanha vai além de ensinar sobre a programação visual de um cartaz ou uma interferência artística. Produz um pensamento crítico e sensível a respeito do que é ser humano e sobre o mundo.

No decorrer do trabalho, entendemos que essa ação seria uma ótima oportunidade de trabalharmos também em parceria com o QiSocial; para que pudéssemos convidar o aluno a refletir sobre seu papel como agente histórico e social.

Desta maneira, pensamos que a arrecadação de alimentos seria uma maneira de colocar em prática os valores de cooperação, solidariedade e de exercitar a cidadania dos jovens . A intenção, era que os jovens percebessem que ser cidadão não é apenas apontar problemas é agir, interagir e buscar soluções.

Após realizarmos as intervenções pelos espaços da escola os alunos criaram e produziram vídeos para divulgar a campanha, através da mídias sociais, e convidar toda a comunidade escolar a doar alimentos no Dia da Cultura.

#qisocial #campanhasolidária #3ºbimestre #Fundamental2

0 visualização
Deixe sua
mensagem

© 2017. Todos os direitos são reservados

Concepção e criação do projeto  Janaína Russeff

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now