Floresta sonora: a criação coletiva de uma paisagem sonora

Pensando em despertar uma consciência auditiva e dialogando fortemente com os ideias do músico, compositor, ambientalista e educador musical Murray Schafer, os alunos do 1º ano, foram convidados a criar uma paisagem sonora para uma floresta. Para que a referência do som real ouvido não interferisse na experiência criativa individual e coletiva, num primeiro momento, assistiram a um vídeo da floresta amazônica sem áudio. Em seguida, participaram de uma roda de conversa para refletir quais os possíveis sons permeavam aquele vídeo. Cada aluno pensou e investigou uma sonoridade e reproduziu para que todos conhecessem seu som da floresta. Posteriormente, foram convidados a criar uma paisagem s

Preenchendo o vazio: campanha contra a fome no espaço escolar

Tudo começou de um ponto, um buraco no estômago. A fome. Não aquela que pode ser resolvida com uma compra na cantina da escola ou com um biscoito que está na mochila. Era preciso pensar além. O convite foi feito aos alunos do 9º ano, durante as aulas de Design: a criação de uma campanha publicitária partindo do princípio de que todas as pessoas devem ter acesso diário a alimentos em quantidade e qualidade satisfatórias à manutenção da saúde. Para a realização da campanha, foi necessário pesquisar e problematizar sobre a fome que atinge milhares de pessoas pelo mundo. Feitas as reflexões, o desafio foi criar intervenções pelo colégio, que levassem a comunidade escolar a pensar sobre o direi

A casa amarela: a construção de um espaço e um diálogo interdisciplinar.

Nesse bimestre, as turmas de 3º ano conheceram as instalações do artista Hélio Oiticica. Aprenderam sobre essa forma de arte que permite entrar ou sair, passar ou ficar. Placas amarelas compõem essa obra de Hélio Oiticica. Essa cor também esteve presente na coleção “A casa amarela”, cujo os textos foram apresentados aos pequenos leitores nas aulas de Português. A partir da junção de textos e obra de arte, as turmas criaram espaços, lembrando ou imaginando lugares do nosso mundo. Construíram paredes, telhados, desenhos, pinturas, fotografias e colagens. Uma casa. Um lugar novo para o qual queremos te convidar. Entre e fique a vontade que a casa amarela é nossa: “Tenho um espaço que é só meu.

A arte existe para que a realidade não nos destrua: a elaboração da poética coletiva

Durante o terceiro bimestre, as turmas do 8º ano iniciaram o processo de montagem do espetáculo teatral, quando foram apresentados ao passo a passo da montagem de uma peça. As turmas foram divididas em equipes de trabalho - interpretação, cenário, figurino, sonoplastia, iluminação e programação visual-, para criarem e desenvolverem os projetos artísticos. Tudo está sendo concebido e produzido pelas equipes com a orientação dos professores de Teatro. Todas as etapas de pré-produção, produção e execução são de responsabilidade dos estudantes, num processo colaborativo de autoria, construção de autonomia e desenvolvimento da poética pessoal. As temáticas das peças são inspiradas na frase “A a

A produção do espetáculo teatral: um processo feito a muitas mãos

Durante as aulas de Teatro, as turmas do 5º ano foram apresentadas ao gênero teatral Melodrama. O gênero, que começou a se desenvolver na França no século XVIII, fez muito sucesso nos palcos cariocas no final do século XIX e também nas nossas aulas de Teatro. Após essas experimentações, os alunos foram convidados a escolher os seus repertórios para elaboração de uma montagem teatral e suas equipes de trabalho. A encenação, desenvolvida a partir da metodologia do processo colaborativo, não está centrada na apresentação teatral, mas em um processo que possibilita ao aluno a compreensão de que o fazer teatral vai muito além da interpretação, sendo o resultado de um trabalho de parceria entre as

Deixe sua
mensagem

© 2017. Todos os direitos são reservados

Concepção e criação do projeto  Janaína Russeff

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now