Arte e movimento

Unir o movimento corporal à produção visual é um dos objetivos dos trabalhos desenvolvidos nas aulas de Artes Visuais. A intenção é que as crianças trilhem um percurso de exploração, experimentação e descobertas e, é claro, de apreciações a partir da mobilização corporal. Com essa experiência elas percebem que o desenho e a pintura não precisam ser produzidos por quem está “parado”, sentado em frente ao suporte. Nesse bimestre, as turmas do 1º ano, da Unidade Freguesia, foram convidadas pela prof Thaís a produzir arte no balanço do parquinho de forma integrada e cooperativa com seus colegas. #arteemovimento #expressãocorporal #fundamentalI #2ºbimestre

Nos seus pés: conhecendo a cultura dos povos originários e partilhando as descoberta pelos espaços d

Os alunos do sexto ano aprenderam sobre os elementos do desenho, ponto e linha, através do grafismo dos povos originários brasileiros. Através experienciação da pintura corporal, conheceram os diferentes padrões e significados dos grafismos para cada etnias e estreitaram os laços com a arte e cultura dos povos indígenas. Em um segundo momento, fizeram o contorno de seus pé e desenharam os grafismos dentro de cada silhueta e colaram as pegadas no chão da escola realizando assim instalação "Nos seus pés" onde incentivaram a comunidade escolar a se colocarem no lugar do outro, nos pés do outro. #povosorigináros #arteameríndia #grafismo #decolonidade #linhatraçoeponto

Teatro de formas animadas: ampliando as possibilidades cênicas

Nas aulas de Teatro deste bimestre, as turmas do 4° ano formam apresentadas às diferentes manifestações teatrais: o teatro de formas animadas, um gênero teatral que inclui bonecos, máscaras, objetos, formas ou sombras. Iniciamos nosso processo animando os objetos do estojo e construindo pequenas histórias coletivas sob o tema: "Revolta no estojo". Depois cada turma foi convidada a improvisar histórias com diferentes recursos animados - sombras, bonecos e fantoches - e elementos cênicos,- narrador, cenografia e sonoplastia. As criações foram um sucesso, oportunizaram a ampliação do repertório artístico-cultural dos alunos e proporcionaram momentos criativos e divertidos em sala de aula. #tea

Paul Klee e sua linha para passear

Os alunos do sexto ano aprenderam sobre os elementos do desenho - ponto e linha - através da arte de Paul Klee. O artista dizia que desenhar era levar uma linha para passear. Realizamos uma atividade inspirada neste tema. Levamos a linha para passear e desenhamos diversas formas, composições imagéticas. Os jovens também tiveram oportunidade de fruir as obras do artista Paul Klee e (re)criar novas obras a partir do material da exposição "Paul Klee- Equilíbrio Instável", disponibilizado pelo setor educativo do Centro Cultural Banco do Brasil. As turmas foram convidadas a montar quebra cabeças, inspirados nas obras do artista, e puderam descobrir um universo de infinitos coloridos repleto d

Arte por toda parte: a explosão do espaço

Para trabalhar a construção do discurso cênico e ampliar a percepção de que o teatro é uma manifestação artística que acontece para além do edifício teatral, durante as aulas de Teatro, os alunos do 5° ano foram convidados a criar cenas em diferentes espaços da escola. O espaço foi a inspiração para a criação e para novas descobertas. Ao final pontuaram quais são os signos e códigos da linguagem teatral comuns aos espaços convencionais e não convencionais de apresentação. #indutores #cenateatral #elementosconstitutivosdacenateatral #2ºbimestre #fundamentalI

Banda de Baião

Objetivos: Desenvolver o senso rítmico, a escuta musical, a prática de conjunto (tocar em conjunto), estímulo da concentração Descrição: Após falarmos sobre o Baião, os expoentes desse estilo musical e ouvirmos e cantarmos músicas relacionados a isto, aprendemos um pouco dos instrumentos que são usados e as células rítmicas do mesmo. Com total concertação, os grupos fazem ritmos diferentes, que faz o Baião tomar forma. #práticadeconjunto #ritmo #baião #fundamentalI #2ºbimestre

Teatro de Sombras corporal

Entrar em contato com diferentes manifestações teatrais é fundamental para que as crianças ampliem seu repertório artístico e cultural. Essas experiências contribuem para que desenvolvam o senso estético e crítico, o conhecimento de si mesmas, dos outros e da realidade que as cerca. Pensando nisso, durante as aulas de Teatro as turmas do 4º ano, da unidade Tijuca, foram convidadas a experienciar livremente o teatro de sombras, usando o corpo como suporte. Com um refletor e um tecido branco, criaram ações simples a partir dos efeitos produzidos pelas sombras dos corpos e dos objetos. Comandos como aproximar-se ou afastar-se da fonte de luz ajudaram nas descobertas. Muitas ideias surgiram: g

Deixe sua
mensagem

© 2017. Todos os direitos são reservados

Concepção e criação do projeto  Janaína Russeff

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now